Sites Grátis no Comunidades.net
O SONHO DE JOSE
O SONHO DE JOSE

"Teve José um sonho e o relatou a seus irmãos; por isso, o odiaram ainda mais". Gênesis 37.5
.
José foi um homem sonhador e por isso foi odiado, invejado e vendido como escravo, no entanto o Senhor o exaltou acima de todos.
Não deixe o seu sonho morrer, continue nessa esperança, porque o Deus que realizou os sonhos de José pode e quer realizar os seus também!
O nosso Deus não falha!
A PALAVRA diz que Ele não dorme!!; Mas Ele é o Deus que realiza sonhos.
Ele sabe o desejo do teu coração, não importa a idade. Ele está contigo pra te ajudar e realizar o Seu propósito, pois os planos de Deus não podem ser frustrados.

 

Qual é o preço dos seus sonhos???
Por causa de seus sonhos, José conseguiu o ódio de todos os seus irmãos. Era difícil para eles, vê-lo sonhando alto e entender que aquele menino tinha visão de crescimento.

“Vinde pois agora, matemo-lo e lancemo-lo numa das covas; e diremos: uma besta-fera o devorou. Veremos, então, o que será dos seus sonhos” (Gen.37:20).

Existe um dito popular que afirma que sonhar não custa nada, mas todo sonho, que brota na alma, e que tem conotação espiritual, custa alguma coisa. Todo sonho tem um preço para tornar-se real.
O menino José, com 17 anos apenas, saindo da adolescência, um simples pastor de ovelhas, 11O filho de uma numerosa família, vivia sem muita perspectiva de vida, pois teoricamente não teria direito sobre a herança patriarcal, visto não ser o primogênito da família. Teoricamente, seria serviçal de seu irmão Rúben, o primogênito da família. Todavia, ainda na adolescência, teve dois sonhos que alterou profundamente o rumo das coisas:
“Estávamos nós atando molhos no campo, e eis que o meu molho, levantando-se, ficou em pé; e os vossos molhos o rodeavam, e se inclinavam ao meu molho”.
“ Teve José outro sonho, e o contou a seus irmãos, dizendo: Tive ainda outro sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam perante mim”.

O Sonho era muito alto, ter a preeminência sobre toda sua família, suplantando dez irmãos mais velhos do que ele. Exigia-se que se pagasse um alto preço por ele. QUANTO MAIOR O SONHO, MAIOR É O PREÇO!!!

PAGANDO O PREÇO

Por causa de seus sonhos, José conseguiu o ódio de todos os seus irmãos. Era difícil para eles, ver um pirralho sonhando alto. Era difícil entender que aquele menino tinha visão de crescimento, de grandeza e prosperidade espiritual: “Seus irmãos, pois, o invejavam; mas seu pai guardava o caso no seu coração” (Gen.37:11). Vamos acompanhar sua trajetória, até a realização de seu sonho.

LANÇADO NA COVA

Aproveitando que um dia seu pai mandou que ele levasse alimento para seus irmãos, traiçoeiramente conspiraram numa urdida trama, mata-lo e lança-lo numa cova vazia, e anunciar ao velho pai, que uma besta fera o tinha comido. Ironicamente porém, José foi salvo da morte pelo primogênito Rúben, na teoria o maior prejudicado pelos sonhos do menino. O primogênito porém, não conseguiu evitar a cova, mas tinha a intenção de voltar depois, e dali resgata-lo.
Naquela cova, José estaria sozinho, isolado, e teria tempo de refletir sobre seus sonhos, se valeria a pena viver por eles, e pagar preço tão alto. Mas, era um caminho sem volta, e aquele adolescente, nada pode fazer para evitar seu próprio destino. QUANDO OS SONHOS SÃO DE DEUS, NADA, ABSOLUTAMENTE NADA CONSEGUE FAZER DEUS DESISTIR DELES!!!
Cova, é símbolo de isolamento, solidão. Esta seria a primeira “parcela” do pagamento do sonho de José. Viver solitário, sem a compreensão dos amigos, do mundo a seu redor, da família, de todos. É estar só em meio a cova. É perder os referenciais de vida. Qual a perspectiva que uma pessoa dentro da cova tem? Nenhuma. É perder o contato com a vida externa.
Quem sabe você esteja numa cova. É só o começo ainda: Se queres ver o sonho tornar-se realidade, se prepare para muito mais. O PREÇO REALMENTE É MUITO ALTO!!!
Estar na cova é viver diferente dos demais. A missionária Ruth Doris Lemos escreveu uma bela letra musical que retrata fielmente o que estamos tentando dizer:

Por que não posso eu viver, como os demais Senhor
Pois vejo as multidões, indiferentes ao redor,
Por que eu sinto este peso, no meu coração?
Oh! Senhor, responde-me em terno tom.

(Deus responde:)
Meu filho, te escolhi, sim Eu, te escolhi,
Prá fazer a minha obra, preciso sim de ti
Ao Mestre, eu seguirei, até chegar o fim,
Pois ouço Deus dizendo: Ti escolhi prá Mim.

QUEM SONHA NÃO CONSEGUE ESTAR EM SINTONIA COM O SISTEMA, E POR ISSO É DESPREZADO, INCOMPREENDIDO E ODIADO!!!

Deixa-me lhe falar, se você está numa cova, não desista, nem pare de sonhar, mas também se prepare, isto é só o começo do que vem pela frente...

VENDIDO COMO ESCRAVO

Derrepente, a escuridão da cova, torna luz. José é retirado de lá. Quem sabe a felicidade volta. “Graças a Deus, meus irmãos tiveram misericórdia de mim, graças a Deus”. Mal sabia ele, que a infeliz saga continuaria: “Ao passarem os negociantes midianitas, tiraram José, alçando-o da cova, e venderam-no por vinte siclos de prata aos ismaelitas, os quais o levaram para o Egito.” (Gen.37:28).
De garoto mimado pelo pai Jacó, de o queridinho do pai, a escravo numa terra distante e diferente. Ser vendido como escravo significava toda a perda de liberdade possível. Era estar na mão de tiranos senhores que ignorariam seu passado, sua história e tradição familiar.
Se você já saiu da cova querido irmão, prepare-se agora (se é que queres ver seus sonhos cumpridos), para viver como escravo no Egito. Ser escravo no Egito, significa perder laços e vínculos até mesmo familiares. Significa perder a liberdade de trânsito em muitas situações. Significa a perda de certos privilégios. Significa viver a mercê da vontade alheia.
Acredite, isto não é um estado permanente. É simplesmente Deus agindo para cumprir seus sonhos. O próprio Deus pagou um preço altíssimo, por sonhar com a redenção humana, mesmo antes da fundação do Cosmo: Dar seu único filho em morte vicária na cruz (Ef.1:4).

A ESSA ALTURA, VOCÊ QUER CONTINUAR PAGANDO O PREÇO???

ONDE VAI PARAR TUDO ISSO???

No Egito, o menino José vai parar na casa de Potifar, um militar do rei Faraó. Ali aprendeu o valor da disciplina, visto que a história confirma que os soldados daquele país, eram os mais educados em disciplina e treinamento mental.
O interessante é que José teve ali um alento: “E viu o seu senhor que Deus era com ele, e que fazia prosperar em sua mão tudo quanto ele empreendia. Assim José achou graça aos olhos dele, e o servia; de modo que o fez mordomo da sua casa, e entregou na sua mão tudo o que tinha”. (Gen.39:3e4).
Alento porém que durou muito pouco. Logo, a história continuaria. A agenda divina é implacável. Ela é cumprida na íntegra, sem interrupções e nem subterfúgios. Deus se movimenta para cumpri-la, com seus meios, planos e caminhos, que não são os nossos...

A INJUSTIÇA!!!


.Quando tudo parecia que ia bem, e José já projetava um futuro belo e alvissareiro, já ocupando a chefia da casa de Potifar, seus planos sofrem um duro golpe: “E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os olhos em José, e lhe disse: Deita-te comigo” (Gen.39:7), e depois, impiedosamente acusa José, dizendo-se vítima de seus assédios.
Meu Deus! Quanta complicação. Será que José nunca prosperaria? Sua vida seria marcada para a derrota?
Impiedosamente Potifar não quis nem mesmo apurar os fatos, simplesmente jogou José na masmorra, naquela medieval prisão. No meio de fascínoras e desregrados. Fraudadores das leis de então. Que situação. E pensar que tudo começou com dois despretensiosos sonhos... VOCÊ AINDA QUER CONTINUAR SONHANDO???
Ponto final de uma carreira conturbada e confusa, sem ao menos ter chances de explicar que tudo foi um mal entendido, que tudo não passava de uma farsa, que tudo fazia parte de uma maldosa rede de intrigas. Mas que jeito? Ninguém nunca parou para ouvi-lo.
Já chegaste a injustiça? Se ainda não, seus sonhos ainda vai te levar por esta estrada, terá que passar obrigatoriamente por este terrível pedágio. O CAMINHO DO SONHO À REALIDADE, NÃO CORTA ATALHOS, SEGUE FIRME E IMPLACÁVEL!!!
A pior coisa é ser caluniado sem chances de defender-se, pois o ônus para quem se defende, é bem mais alto do que para quem ataca. É bem mais difícil defender-se do que atacar nessa guerra. Só mesmo com a ajuda divina para escapar disso. A única coisa que nos alegra, é saber que quem usa esse subterfúgio usa ferramenta, enquanto usamos armas: “Toda ferramenta preparada contra ti, não prosperará, e toda língua que se levantar contra ti em juízo, tu a condenarás...” (Is.54:17).

PRISÃO: FIM DOS PESADELOS???

Já na prisão, José sofre confusa definição de personalidade. Talvez pensou consigo mesmo: “Devo estar debaixo de alguma maldição, não é possível que tudo isso possa estar acontecendo comigo. O que fiz de tão errado assim meu Deus?”.
Mas era ali que Deus iria começar a agir. Era dali, quando José não tinha mais nenhum referencial de vida, que Deus iria começar a mudar a história. COMEÇA COM UM SONHO INALCANÇÁVEL, VIRA PESADELO PARA TORNAR-SE UM SONHO REAL!!! Este é o preço.

ENQUANTO ISSO???

Na prisão, José conhece duas figuras que conseguiram o desapreço do rei por erros cometidos no palácio. Funcionários de extrema confiança do monarca: O copeiro e o padeiro oficial.
Quem sabe ruminando os momentos especiais em que conseguiam a admiração da população por estarem no palácio a tantos anos, são levados e a ter um sonho. Ficam na indagação do que significariam aqueles sonhos.
José, preocupado com eles (ainda achava tempo para se preocupar com os outros!!!), interpreta seus sonhos, dando um final feliz a um e um trágico a outro. E tal como falou aconteceu. JOSÉ ENTENDIA DE SONHOS MESMO!!! AINDA QUE OS DELE ERA MERA UTOPIA!!! Assim como ele disse, aconteceu...
Quem sabe, quando o copeiro já restaurado, livre da prisão, livre das algemas, acompanhado dos carcereiros, já na porta da cadeia, ouviu a voz de José o chamando. Quando ele se volta, José faz-lhe um pedido: “Mas lembra-te de mim, quando te for bem; usa, peço-te, de compaixão para comigo e faze menção de mim a Faraó e tira-me desta casa; porque, na verdade, fui roubado da terra dos hebreus; e aqui também nada tenho feito para que me pusessem na masmorra” (Gen.40:14e15).
É a única vez que você vê José fazer menção de alguma injustiça na sua vida, no mais, suportou calado toda a angústia que sofria, pois no fundo sabia, que era o peço de seu sonho.
É interessante que o copeiro não se lembrou de José, antes se esqueceu dele.

QUE INJUSTIÇA!!!

Talvez você possa estar decepcionado com seus amigos, que foram ajudados por você quando estavam lá embaixo, e hoje lá em cima, nem se lembram que você existe, ou fez parte de sua história.
Tenho um amigo que cheguei até mesmo a presentea-lo com roupas usadas minhas, ajuda financeira, etc... Hoje ele é um semi-astro da TV, e nem se lembra de um amigo chamado Josias...
Não tem problema. Meu Deus continua comigo!!!
Mas até nesta suposta injustiça que o copeiro cometeu, esquecendo-se de José, eu vejo a mão divina. Se ele se lembrasse de José assim que ele saiu da prisão, era até possível que José fosse solto da cadeia, mas voltaria a sua vidinha de escravo de Faraó. Tinha que lembrar-se depois, no tempo de Deus só dois anos depois, POIS JOSÉ SAIRIA DA PRISÃO NÃO PARA SER ESCRAVO, MAS PRIMEIRO-MINISTRO DO EGITO, ALELUIAS!!!
Que Bela História.

Meu querido irmão. Aceite este fato, de que seus sonhos vão cumprir-se. Deus está movendo-se no céus para cumpri-los. Pague o preço por eles.
Eu fico abismado em ver um filme como o TITANIC fazer tanto sucesso. Uma história que segura o telespectador do começo ao fim, e quando você espera um desfecho feliz, o mocinho morre no final, deixando sua amada sozinha. Isto não é uma boa história.
Prefiro as histórias de Deus que sempre terminam com final feliz. Se você não venceu ainda, é por que não chegou o final de sua história. NO DIA EM QUE O SENHOR ESCREVER O ÚLTIMO CAPÍTULO DE SUA HISTÓRIA, VAI SACRAMENTAR NÃO COM UM “THE END”, MAS COM VITÓRIA!!! Assim termina os sonhos daquele que Deus ama.
Quanto custa seus sonhos???

Mensagem pregada na Assembléia de Deus da Vila Pari no Braz em São Paulo. Muitas vidas tocadas e transformadas pelo sopro de Deus.

Não desista dos seus sonhos

Não desista dos seus sonhos

Jacó habitava na terra das peregrinações de seu pai, na terra de Canaã. Estas são as gerações de Jacó. José, aos dezassete anos de idade, estava com seus irmãos apascentando os rebanhos; sendo ainda jovem, andava com os filhos de Bila, e com os filhos de Zilpa, mulheres de seu pai; e José trazia a seu pai más notícias a respeito deles. Israel amava mais a José do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma túnica de várias cores. Vendo, pois, seus irmãos que seu pai o amava mais do que a todos eles, odiavam-no, e não lhe podiam falar pacificamente. José teve um sonho, que contou a seus irmãos; por isso o odiaram ainda mais. Pois ele lhes disse: Ouvi, peço-vos, este sonho que tive: Estávamos nós atando molhos no campo, e eis que o meu molho, levantando-se, ficou em pé; e os vossos molhos o rodeavam, e se inclinavam ao meu molho. Responderam-lhe seus irmãos: Tu pois, deveras reinarás sobre nós? Tu deveras terás domínio sobre nós? Por isso ainda mais o odiavam por causa dos seus sonhos e das suas palavras. Teve José outro sonho, e o contou a seus irmãos, dizendo: Tive ainda outro sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam perante mim. Quando o contou a seu pai e a seus irmãos, repreendeu-o seu pai, e disse-lhe: Que sonho é esse que tiveste? Porventura viremos, eu e tua mãe, e teus irmãos, a inclinar-nos com o rosto em terra diante de ti? Seus irmãos, pois, o invejavam; mas seu pai guardava o caso no seu coração. (Génesis 37.1-11)
Qual é o teu sonho? Não desista dele. Por mais difícil que seja, sonhe, pois “o sonho comanda a vida. Lembra da célebre frase: “O homem sonha, Deus quer, a obra nasce”? Foi o que aconteceu com José. Ele sonhou e Deus quis que o sonho dele se tornasse realidade e a obra nasceu. O povo de Israel foi preservado e tornou-se uma grande nação.
Não desista dos seus sonhos. Lute por eles. Mas lembre-se que os seus sonhos estejam dentro da vontade do Senhor. Sonhe os sonhos que Deus te dá.
Não deixe que os invejosos destruam a tua capacidade de sonhar e projectar dias melhores. O texto diz que os irmãos de José tinham inveja dele. Eles não tinham sonhos e não tinham perspectiva de vida.
Ouse sonhar, pois a concretização dos seus sonhos podem ser utilizados para glória de Deus e preservação de muitas vidas.
O caminho para a realização dos sonhos pode ser difícil, mas vai valer a pena o teu esforço. José se tornou o homem forte do Egito. Salvou sua família e depois disse aos seus irmãos: “Não temais; acaso estou eu em lugar de Deus? Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; Deus, porém, o intentou para o bem, para fazer o que se vê neste dia, isto é, conservar muita gente com vida. Agora, pois, não temais; eu vos sustentarei, a vós e a vossos filhinhos. Assim ele os consolou, e lhes falou ao coração.” (Gn 50.19-21).
Sonha os sonhos de Deus. Confia no Senhor e verás a obra nascer e concretizando-se.
Que tal orarmos ao Senhor!
Senhor Jesus, queremos suplicar-te que os nossos sonhos sejam os teus sonhos. Que possamos ver a concretização dos nossos sonhos. Que o Teu nome seja glorificado e muitas pessoas possam ser ajudadas e salvas pela concretização dos nossos sonhos.
Amem!

A dor, sofrimento e o cansaço, muitas vezes, impedem uma pessoa de atingir os seus objetivos. Outros meios também são as próprias pessoas que estão ao nosso lado. Sejam: Pais, irmãos, amigos, esposo, esposa, filhos e filhas ou qualquer outra pessoa do meio da sociedade, ou do meio religioso com suas opiniões e com seus argumentos e com palavras que as vezes, nos encoraja e outras vezes são como verdadeira injeções que nos colocam para abaixo. Outra forma de nossos sonhos ser adiado, é quando o próprio Deus adia a realização dos nossos sonhos.

Não abra mãos dos teus sonhos

Uma das mensagens mais inspiradoras e motivadoras pregadas nas igrejas evangélicas é sobre a história de José, ou melhor, sobre "ser um sonhador", sobre "sempre ter sonhos a realizar"...

Seria uma maravilha, se não fosse um engôdo.

Sim! A história de José nos mostra a provisão de Deus para o povo de Israel numa época de seca em toda a terra...etc.

O próprio profeta Joel diz: "Os velhos terão sonhos e os mancebos terão visões..."

Mas e os tão falados sonhos de José?

O motivo da pergunta é a confusão que os pregadores fazem com "sonhos" e "sonhos".

Sonhos-revelação x sonhos-ambição.

- O primeiro tipo, relatado biblicamente como "sonhos de José", é o sonho dado por Deus durante o sono. É uma revelação. Também foi dado a outros, como Jacó, ao próprio Faraó, ao Copeiro e ao Padeiro (um foi morto por Faraó, o outro absolvido), todos com interpretações e significados de acontecimentos futuros.

- O segundo tipo, o perigoso, que sutilmente está sendo pregado como se fosse o primeiro, é o "sonho de ambicioso."
É uma praga, ou seja, "o joio" que satanás lançou no meio do "trigo", e Deus permitiu que crescessem juntos.

José foi considerado "sonhador" pelo próprios irmãos ciumentos...
José foi considerado "interpretador de sonhos" pelos companheiros de Cela e pelo próprio Faraó...

Mas os "sonhos de José", revelação de Deus, não têm nada a ver com os "sonhos ambiciosos" que fazem as pessoas agir de modo que "o fim justifica os meios"...ou de modo a ficar enfadado de tanto estudar, fazer "campanhas", trabalhar secularmente ou no pseudo-ministério.

Mas a questão é:
a) Vc tem sonhos de revelação de Deus, como José?
b) Ou vc tem seus próprios sonhos ou motivação de ambição, e fica "forçando" a Deus a realizá-los?